sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Parvovirose não é brincadeira !

Hoje fazem 8 meses em que perdi um companheirinho e queria dividir com vocês este momento, meu pequeno se chamava Hiro era um mesticinho de pinscher a coisa mais linda e a decisão mais sábia em adoção que tive até hoje, com o coração menos dolorido posso falar do assunto sem chorar, escrevo menos dolorido, porque a dor de se perder um amiguinho nunca passa, você aprende a se conformar, mas sentirá falta eternamente, vou contar como esse ser adorável entrou na minha vida.
Fazia um tempo que eu queria adotar um cachorrinho eu já tinha 2 um pinscher marron e um mestiço de labrador, mas me apaixonei tanto pela raça que decidi adotar mais um pinscher.

Aproveito e faço aqui um apelo adote, nunca compre, pois a cada ninhada que você compra é mais uma femea velhinha que é abandonada. Por que ? Simples, ela vai envelhecendo e chega uma hora que não poderá mais ter filhotes e alguns destes que vendem filhotes simplesmente descartam a femea sem dó, para eles a fêmea é como uma maquina se não serve mais para dar cria, não serve mais pra nada, veja bem não estou  generalizando, não são todos os criadores que fazem isso, mas posso dizer que a grande maioria faz e sem a menor dó !Pense nisso ao comprar um filhote, há muito filhotes fofinhos precisando de um lar urgente, não compre filhotes ! Voltando...

 

Liguei para um telefone no qual dizia que estava doando um pinscher, a moça me disse que havia um homem que viria busca-lo, decepcionada desliguei e continuei a minha busca, naquela tarde não encontrei mais nenhum anuncio e resolvi deixar para o dia seguinte.
Eram 9:00 da manhã de Sábado quando o cel tocou, era a moça dizendo que o senhor não viria buscar o cachorrinho e que ele estava disponivel caso ainda estivesse interessada, meu pai e meu marido imediatamente foram busca-lo, quando ele chegou ví um olhar tímido marejado, como se estivesse triste, fiquei preocupada e levamos ao veterinário, que nos garantiu que ele estava saudável e de fato estava conforme foi passando os dias ele começou a se animar, brincar e se acostumar com a nova familia, mas uma coisa nos preocupava ele não comia ração, tentamos de tudo patê, ração com todos os sabores e tipos, até ração especial, ele comia um pouquinho mais logo parava, respeitamos e forneciamos comida de gente mesmo, porque o Hiro só comia se fosse comida de gente, por várias vezes eu picava a ração e colocava junto a comida dele, é importante saber pessoal que os bichinhos precisam da ração, pois só assim estão suprindo todas as necessidades que o organismo deles necessitam para viver bem e saudável.
Passaram se os anos e ele continuou se recusando a comer ração sempre picava na comida dele para forçar a comer as vezes dava certo outras não,mas em fim, vacinas normal como tem que ser sempre e em 2 anos com a nossa familia ele foi o cão mais feliz do mundo, era brincalhão, arteiro,carinhoso um cão maravilhoso, até que em um sábado  ele se recusou a comer, como ele era um pouco chatinho para comer certas coisas achavamos que era normal, até oferecer um pedaço de carne e ele recusar, isso nunca havia acontecido antes, passei a observa-lo e passou o dia e ele não comeu nada.
No dia seguinte (Domingo)  amanheceu com vomitos e corremos com ele ao veterinário onde ficou no soro por  umas 5 horas, ainda estava meio quietinho mais estava sem vomitos então a veterinária o liberou, chegou em casa brincou um pouquinho e mais ou menos 2 horas depois começou a ter vomitos dinovo só que desta vez com fios marron, ligamos para a veterinária e ela pediu para não deixar ele comer só dar água e esperar mais um pouco, ele continuou na mesma forma e ela pediu para tirar a agua por algum tempo, nada mudou ela inssistia ser normal, na manhã seguinte (segunda feira)levamos ao veterinário e a médica (desta vez outra) o internou até pelo menos terça feira, iamos visitar sempre e ele estava tentando reagir a médica dizia que ele estava com medicamentos e soro para tratar uma virose até então não sabiamos o que era, mas ela disse que na terça feira ele já estaria melhor e poderia voltar para a casa, fiquei feliz em saber disso arrumei tudo para a volta dele, quando foi mais ou menos 13:15 meu marido me liga e diz que o Hiro havia sofrido uma parada cardiaca e que a Veterinária pediu que fossemos ve-lo pois não saberia como seria as proxima horas, as 13:45 meu marido ligou e disse que ele não aguentou a segunda parada e morreu, só Deus sabe como recebi a  noticia e como está sendo difícil para mim estar contando isso aqui, mas acho importante contar a historia porque ele morreu de PARVOVIROSE mesmo com vacinas e todo cuidado que tinhamos com ele ele pegou essa doença infeliz, eu acredito que a alimentação dele facilitou a entrada da doença, por isso peço a vocês que tem um animalzinho em casa que o alimente com a ração pois isso ajuda a deixa-lo mais forte, tenho certeza que se ele se alimentasse bem a doença não teria feito o estrago que fez, digo isso pois como havia dito no inicio da historia tenho mais 2 cães que não pegaram a doença do Hiro e olha que certa vez dividiram até o mesmo pote de água, os 2 cães que tenho só comem ração, são extremamente saudáveis.
Outro ponto que gostaria de frisar é siga sua intuição, não importa o que o veterinario falar, você conhece seu cão sabe o jeito dele melhor do que qualquer veterinário se achar que ele precisa de ajuda mesmo que o veterinário diga que não, leve-o até o consultório e principalmente NUNCA ignore nenhum sintoma principalmente vómitos e diarréia, em 4 dias ví um cão alegre, saudável,carinhoso se definhar, fizemos de tudo por ele, mas infelizmente não foi o bastante para que ele voltasse a alegrar o nosso lar.
Meu amado cãozinho Hiro nos deixou em Janeiro mas ainda doi muito lembrar de tudo, fiz um esforço aqui para ajudar algumas pessoas que talvez estejam passando por algum problema parecido, não brinque com a PARVOVIROSE, ela tem cura sim, mas ao menos sinal corra para o veterinário, 1 único dia pode fazer diferença !
Beijos amigos, saudades meu Hiro.

0 comentários:

Postar um comentário